Gente, vamos combinar algumas coisas:



1 - Não me procurem ou "convidem" para falar sobre a importância disso ou daquilo na literatura, exemplos, "importância da literatura negra"; de "ser mulher negra que escreve" e similares? Sabem por quê? Porque existe uma hierarquização subjacente a essas afirmações, ou seja, sujeitos não-hegemônicos (negros, indígenas, mulheres, LGBTs) escreveriam porque teriam uma função a cumprir no sistema literário (designada pelos hegemônicos), os demais (brancos, heteronormativos, etc) simplesmente escrevem, criam, produzem encantamento, dedicam-se à fruição.
2 - Não me perguntem (postados nos lugares de estima hiper inflacionada que vocês aprenderam a ter desde bebezinhos) se tenho interesse em participar dos projetinhos de vocês, não tenho! Sejam honestos, vocês é que têm interesse que eu leve meu prestígio e meus saberes para guarnecer as porcariinhas que vocês fazem; me respeitem, dirijam-se a mim partindo da compreensão da minha estatura.
3 - Aviso publicamente que serei grosseira a partir de agora para responder a propostas indecentes e capciosas travestidas de candura e ingenuidade.

Comentários

Postagens mais visitadas