Bate-papo no PAF I da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF I da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

4 de mar de 2015

Seminário de lançamento do livro Africanidades e relações raciais: insumos para políticas públicas na área do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil, na rede SESC, em São Paulo

Atividades

Diagnóstico da realidade sociocultural do setor do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (LLLB), pelas dimensões de raça e africanidades.

Leitura Comentada 
Política do livro e leitura: africanidades e relações raciais

 VOLTAR PARA O INÍCIOPolítica do livro e leitura: africanidades e relações raciais

Palestrantes

Cidinha da Silva

Cidinha da Silva

Prosadora e dramaturga. Escreveu, entre outros, Racismo no Brasil e afetos correlatos (Conversê, 2013) e organizou o livro ora lançado. É doutoranda no Programa Multi-Institucional e Multidisciplinar em difusão do Conhecimento (UFBA). (Foto: Elaine Campos)
Mário Augusto Medeiros

Mário Augusto Medeiros

Sociólogo, docente do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH-Unicamp). Autor de  A Descoberta do Insólito: literatura negra e literatura periférica no Brasil, 1960-2000 (Aeroplano, 2013). (Foto: Acervo pessoal)
Maria Aparecida Silva Bento

Maria Aparecida Silva Bento

Doutora em Psicologia Social, diretora executiva do CEERT – Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades. (Foto: Acervo pessoal)
Esmeralda Ribeiro

Esmeralda Ribeiro

Jornalista, escritora e pesquisadora da literatura afro-brasileira. Integra o Quilombhoje Literatura, grupo paulistano de escritores afro. (Foto: Acervo pessoal)
Mariana Assis

Mariana Assis

Mestre em Linguística Aplicada, Licenciada em Letras e Bacharelanda em Estudos Literários pela Universidade Estadual de Campinas. (Foto: Acervo pessoal)
Rafael Simões

Rafael Simões

Estudante de pedagogia, do grupo Escritureiro (Aventureiros da Escrita de Parelheiros); é mediador de leitura e gestor da Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura/Ibeac e LiteraSampa. (Foto: Acervo pessoal)
Bel Santos Mayer

Bel Santos Mayer

Pedagoga social, coordenadora do Programa de Direitos Humanos do Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário – Ibeac; da coordenação colegiada do Polo de Leitura LiteraSampa e membro do GT do PMLLLB/SP. (Foto: Acervo pessoal)
Neide Aparecida de Almeida

Neide Aparecida de Almeida

Socióloga, Mestre em Lingüística Aplicada ao Ensino de Línguas, pela PUC-SP, consultora na área de leitura e literatura e coordenadora do Núcleo de Educação do Museu Afro Brasil. (Foto: Acervo pessoal)
Ricardo Queiroz

Ricardo Queiroz

Formado em biblioteconomia e documentação/FESPSP mestrando em ciência da informação pela ECA/USP; foi criador e gestor da Gibiteca Municipal de São Bernardo do Campo; representante do Poder Legislativo no GT do PMLLLB/SP. (Foto: Acervo pessoal)
Raquel Almeida

Raquel Almeida

Poetisa e articuladora do sarau Elo da Corrente. (Foto: Acervo pessoal)
Ruivo Lopes

Ruivo Lopes

Educador e poeta. (Foto: Acervo pessoal)

Programa

No mês em que a cidade de São Paulo deve apresentar e discutir uma primeira versão do documento-base do Plano Municipal do Livro, da Leitura, da Literatura e das Bibliotecas de São Paulo (PMLLLB/SP), a Fundação Cultural Palmares lança o livro “AFRICANIDADES E RELAÇÕES RACIAIS: insumos para políticas públicas na área do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil” que propõe um diálogo com os planos nacional, estaduais e municipais.

A obra apresenta um diagnóstico da realidade sociocultural do setor do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (LLLB), pelas dimensões de raça e africanidades, a partir do pensamento de 48 mulheres e homens, predominantemente negros e jovens, 23 moradores de São Paulo, considerando os desafios da encruzilhada do combate ao racismo e da formação do leitor-literário.

Tendo em vista os objetivos do PMLLLB de estabelecer políticas públicas participativas para acesso ao livro, à leitura, à literatura e às bibliotecas, desenvolvendo e apoiando as ações dos mediadores de literatura, incentivando escritores, editores e livreiros à bibliodiversidade e garantindo recursos para a implementação do Plano, Cidinha da Silva (organizadora do livro), Polo de Leitura LiteraSampa e o Centro de Pesquisa e Formação realizam este encontro para municiar os participantes a intervirem de forma qualitativa na transversalização das dimensões de raça e africanidades nas políticas do LLLB.


Programação

10h00 – 10h40 – Credenciamento e Abertura artísticaApresentação pocket do Slam da Guilhermina. Slam da Guilhermina é um encontro literário em forma de batalha poética que acontece toda última sexta-feira do mês, às 20h, ao lado da estação de metrô Guilhermina – Esperança. 


Abertura Institucional (10h40 às 11h10): representantes da Fundação Cultural Palmares, da Secretaria Municipal de Educação, da Secretaria Municipal de Cultura, do Grupo de Trabalho do PMLLLB/SP, do Sesc/SP.

 

Mesa 1 (11h10 às 13h):  A manufatura do livro, interseções e fraturas entre literatura negra e literatura periférica. Com Cidinha da Silva, Mário Augusto Medeiros e Maria Aparecida Silva Bento

Mesa 2 (14h30 às 16h30): Livro e Leitura: memórias, resistências e inspiração literárias. Com Esmeralda Ribeiro, Mariana Assis e Rafael Simões

Mesa 3 (16h30 às 18h): Bibliotecas Comunitárias e bibliodiversidade. Com Bel Santos Mayer, Neide Aparecida de Almeida e Ricardo Queiroz

Sarau Literário (18h30 às 20h30). Com Raquel Almeida e Ruivo Lopes

 


(Foto: Rodrigo Motta)
Inscrições a partir do dia 23/02, às 14h.
Postar um comentário