Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

4 de dez de 2015

O homem que costurava

O homem que costurava
A crônica de Cidinha da Silva sobre um cobrador de ônibus que sorria mesmo em meio à lotação do coletivo. O motivo? Um pedaço de linho alvejado, no qual ele fazia ponto cruz
Por Cidinha da Silva*, ilustração de Helô D’Angelo
O coletivo rodava, cheio como a conhecida lata de sardinha. Depois de manejar a entrada dos trutas que ainda cabiam, o cobrador ordenou ao motorista que fechasse a porta. Que só abrisse para o pessoal sair. Engraçado, ele ria para si mesmo. Enigmático.
Um rapaz assentado próximo a ele percebe o riso e especula explicações. Válvula de escape à tarefa inglória de colocar o Amazonas dentro de Minas Gerais? Algo insólito aconteceu no ônibus e só o cobrador percebeu?
Basta um gesto e o mistério se desfaz. O cobrador enfia a mão numa sacola de pano depositada no colo. Pega um pedaço de linho alvejado. Reparo um arco de bambu como suporte do tecido. Ele analisa o desenho e retoma o ponto de cruz do ponto onde havia parado.
O cobrador era da estirpe dos profissionais que fazem as maravilhas das escolas de samba; dos babalorixás que ensinam as mulheres da casa a fazerem as roupas de festa com todos os detalhes exigidos pela nobreza dos Orixás que as vestirão.
Lampião também bordava. Desenhava as roupas, chapéus e alpercatas do bando. Entre seus utensílios pessoais acharam uma pequena máquina de costura.
O cobrador é o Tidjane de Hampaté Bâ no torniquete do Beiru. Eu me pergunto se tem uma Kadja à sua espera em casa, pronta para circular pelas ruas do quilombo a comercializar as peças bordadas pelo companheiro.
revista-forum-digital-cidinha

*Cidinha da Silva é escritora. Publicou, entre outros, Racismo no Brasil e afetos correlatos (Conversê, 2013) e Africanidades e relações raciais: insumos para políticas públicas na área do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil (FCP, 2014). Despacha diariamente em sua fanpage
Postar um comentário