Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

3 de nov de 2007

Novo olhar do cinema africano, 02, 03 e 04/11/2007, em Sampa

A Cinemateca Brasileira exibe os 11 documentários que compõem, ao lado de obras de ficção, a coleção Novo olhar do cinema africano, organizada pela Cinemateca da Embaixada da França. De produção recente, os documentários captam diversos aspectos da realidade do continente africano: as guerras étnicas, as marcas deixadas pela violência da colonização européia, os conflitos entre tradição e modernidade, a música e a cultura africanas. Além disso, muitos filmes partem da experiência biográfica de seus diretores, que retornam anos depois à sua terra natal – a África – para revisitar antigas memórias. Onde: SALA CINEMATECA / PETROBRAS Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Mariana. São Paulo. Próximo ao Metrô Vila Mariana. Outras informações: 3512-6111 (ramal 210) / 3512-6101. www.cinemateca.gov.br ENTRADA GRATUITA / PROGRAMAÇÃO: 02/11 – sexta 19h00 Memória entre duas margens: de Frédéric Savoye e Wolimité Sié Palenfo. França/Burkina Faso, 2002, cor, 90’. Exibição em DVD. A história da colonização francesa em Lobi, região a sudoeste de Burkina Faso,e a memória dolorosa de seus habitantes. 21h00 Rastros, pegadas de mulher: de Katy Léna Ndiaye. França/Bélgica/Burkina Faso/Senegal, 2003, cor, 52’. Exibição em DVD. Partindo do conflito entre tradição e modernidade, o filme trata da relação entre três anciãs e uma jovem que é iniciada nas técnicas ancestrais da pintura mural kassena. 03/11 – sábado 16h00 Si-Gueriki, Rainha-mãe: de Idrissou Mora Kpai. França/Alemanha/Benin, 2002, cor, 62’. Exibição em DVD. Depois de 10 anos de ausência, Idrissou Mora Kpai volta ao Benin para rever a família.. 17h30 Ruanda in memoriam: de Samba Félix N’Diaye. França/Senegal, 2003, cor, 68’. Exibição em DVD. Entre abril e julho de 1994, o massacre dos tútsis e dos hútus moderados fez um milhão de vítimas. Pela iniciativa do Fest'Africa, autores africanos encontraram-se para uma oficina 4 anos depois. Em maio de 2000, durante o lançamento de obras inspiradas nessa experiência, escritores e artistas reúnem-se em Ruanda. 19h00 House of love: de Cécil Moller. França/África do Sul/Namíbia, 2001, cor, 26’. Exibição em DVD. Documentário sobre a prostituição no porto de Walvis Bay, na Namíbia. Poeira urbana (Poussières de ville), de Moussa Touré. França/Congo/Senegal, 2001, cor, 52’. Exibição em DVD Um grupo de crianças de rua sai dos tabuleiros de um mercado de Brazzaville, onde passaram a noite. Moussa Touré os descobre e passa a registrar suas perambulações pela cidade, atrás de comida e de pequenos biscates. 20h30 Xalima la plume: de Ousmane William M'Baye. Senegal, 2003, cor, 51’. Exibição em DVD. Precursor da música folk senegalesa, Seydina Insa Wade ficou famoso nos anos 1970. Nos anos 1980, mudou-se para França e, aos poucos, foi esquecido pelos conterrâneos. Ao sentir que a juventude senegalesa mal o conhecia, voltou a Dacar para gravar seus últimos trabalhos. 04/11 – domingo 16h00 Zimbabwe: contagem regressiva, de Michael Raeburn. Zimbabwe/França, 2004, cor, 55’. Exibição em DVD. Um retrato dos acontecimentos que, a partir de 2000, mergulham o Zimbábue no caos e na falência. 17h30 Contos cruéis de guerra, de Ibéa Atondi e Karim Miské. França/Congo/Mauritânia, 2002, DV Cam, cor, 51’. Exibição em DVD. Uma reflexão sobre os conflitos bélicos que atormentam a África contemporânea. 19h00 Férias em casa, de Jean-Marie Téno. França/Camarões/Alemanha, 2000, 35mm, cor, 75’. Exibição em DVD. Jean-Marie Téno volta à sua terra natal – os Camarões – para apresentar um inventário irônico do país. 20h30 Wa n'wina, de Dumisani Phakathi. África do Sul, 2001, cor, 52’. Exibição em DVD. Dumisani Phakathi volta à sua cidade, na África do Sul, para captar a vida da comunidade nos tempos duros da Aids. Câmera em punho, ao acaso dos encontros, o cineasta conversa com amigos de infância.
Postar um comentário