Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

22 de ago de 2009

III Fórum Nacional de Performance Negra - Carta de Salvador

"Nós, representantes de 160 grupos e companhias de teatro e de dança negros de todas as regiões do País, artistas independentes, pesquisadores e acadêmicos, reunidos no III Fórum Nacional de Performance Negra, realizado no Teatro Vila Velha, em Salvador, nos dias 06 a 09 de julho de 2009, reafirmamos o compromisso com um teatro e uma dança que expressem o poder e o vigor da criação artística da população negra. A diversidade de propostas estéticas que fomentam nossas atividades e formas de inserção nas comunidades reflete valores comuns. Contudo, os obstáculos que muitas vezes enfrentamos para assegurar nosso fazer artístico impõem a necessidade de que os órgãos governamentais, para além do apoio à realização do Fórum, invistam na nossa efetiva participação nos espaços de decisão de políticas culturais, a exemplo de Conselhos, Câmaras Setoriais e Comissões, bem como criem ações afirmativas por meio de editais de incentivo e valorização das artes cênicas negras. Nossos modos de criar e de pensar a experiência negra são reveladores da dimensão dinâmica das matrizes africanas no Brasil e, assim, também requerem que empreendamos ações locais e regionais que potencializem os resultados do Fórum, viabilizando uma agenda nacional que inclui as seguintes prioridades: 1)Criação de uma rede de comunicação para fortalecer regional e nacionalmente o Fórum de Performance Negra; 2) Mapeamento dos grupos de teatro e dança negro nas regiões; 3) Realização de Fóruns de Performance Negra Regionais, Estaduais e/ou Municipais; 4) Fortalecimento de nossas práticas através da utilização da Lei 10.639/03 em favor de ações no campo das Artes Cênicas; 5) Efetivação do calendário de atividades referentes ao 20 de novembro, com ações desenvolvidas durante todo o ano; 6) Organização dos Grupos e Companhias para a participação nos espaços de decisão de políticas culturais; 7) Realização de ações de formação para a elaboração de projetos e participação em editais; 8) Constituição de espaços físicos para apresentação de produções das artes cênicas negras e para a sede dos Grupos e Companhias; 9) Utilização do selo do Fórum Nacional de Performance Negra em todo material promocional dos Grupos e Companhias que o compõem. Estamos certos(as) de que esta agenda nos levará por um caminho mais seguro e produtivo até o IV Fórum, que realizaremos em 2010, na cidade de Salvador, Bahia, que ora escolhemos como sede nacional deste que já é um marco no percurso histórico dos movimentos das artes brasileiras". Salvador, 09 de Julho de 2009.
Postar um comentário