Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

5 de jul de 2009

Serena conquista o 3º título em Wimbledon e devolve revés de 2008 contra irmã

(Deu no UOL Esporte). "Em uma final sem surpresas, que confrontou as irmãs Williams, presentes em oito das últimas dez decisões em Wimbledon, foi a caçula Serena quem se deu melhor e faturou a taça do tradicional Grand Slam, o terceiro da temporada. Neste sábado, a norte-americana bateu a irmã Venus em dois sets e, além de faturar sua terceira taça na grama de Londres, devolveu o revés na decisão do último ano, também entre as duas. Na sequência, as irmãs levantaram a taça na disputa de duplas. Serena Williams chegou à sua terceira taça, voltando a vencer após ter sido campeã nas temporadas de 2002 e 2003 na Inglaterra Serena comemora a conquista sobre Venus por 2 sets a 0, na decisão deste sábado CONFIRA AS FOTOS DA DECISÃO COMENTE A CONQUISTA DE SERENA TÍTULO DE MARIA ESTHER FAZ 50 ANOS VEJA A TRAJETÓRIA DE SERENA LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE TÊNIS Número 2 do ranking mundial, Serena chegou ao tricampeonato (venceu em 2002 e 2003) com uma vitória dura, definida em 7-6(7-3) e 6-2. Provando todo o domínio da família na grama, a irmã mais nova conquistou o seu 11º título de Grand Slam, mas ainda perde para Venus no total de taças no torneio inglês, já que Venus é pentacampeã. Além disso, o duelo marcou o desempate no retrospecto entre ambas. No confronto direto, cada uma possuía dez vitórias e, com este resultado, é Serena quem passa a ter vantagem. Foi ainda a quarta final entre ambas no torneio inglês, a terceira em favor da caçula. "Eu me sinto maravilhosa, nem acredito que estou segurando este troféu", comentou Serena, com seu 11º prêmio em um Grand Slam. "A Venus é quem sempre ganha, então estou muito emocionada e honrada por todas estas conquistas." Para a mais velha, que perdeu a chance de ser hexacampeã, não houve lamentações. "Ela jogou o melhor tênis hoje e tenho de parabenizá-la. Não foi a pior coisa (perder para Serena), tanto que ainda estou sorrindo. Já tive grandes momentos aqui e ainda terei outras chances, vejo vocês no ano que vem." Pelo lado de Venus, terceira do mundo, restou à veterana de 29 anos lamentar a quebra de sua invencibilidade em Wimbledon. Ela já totalizava 20 partidas sem derrotas no tradicional torneio e chegou com certo favoritismo à final, após atropelar a líder do ranking Dinara Safina, por 6-1 e 6-0. Para Serena, a vitória representa uma chance para voltar à liderança do ranking mundial, no duelo particular contra Safina. Campeã do Aberto dos Estados Unidos, em 1999, 2002 e 2008, ela terá boas chances para tentar retornar ao topo até o fim da temporada."
Postar um comentário