Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

12 de nov de 2009

"A fidelidade a um compromisso político exige coragem e ousadia"

O correu no dia 09 de novembro de 2009, um jantar em solidariedade à ex-Prefeita de São Paulo, Luiza Erundina. Só agora soube, mas vale a pena registrar. Vivi em São Paulo durante a administração dela e testemunhei a mudança cultural impressa na cidade, como exemplos, Erundina não se preocupava em construir novas escolas para simplesmente inaugurá-las em grandes eventos, tinha, sim, um projeto sério de recuperação das escolas existentes, de aquisição de computadores para elas e, pasmem, de conserto de cadeiras e carteiras escolares com martelo e pregos. Na região onde eu morava à época, intersecção entre os bairros da Liberdade e Glicério, não conheci os problemas crônicos de alagamento, temidos pelos moradores mais antigos, durante toda a sua administração. As medidas de contenção das chuvas eram simples, as ruas eram varridas duas ou três vezes por dia e o caminhão coletor de lixo fazia o serviço duas vezes por dia, no mínimo. Isso, enquanto ela adotava medidas educativas para que as pessoas deixassem de espalhar lixo pelas ruas, principalmente pelos bueiros. "A companheira Luiza Erundina está sendo executada judicialmente pela única condenação que obteve durante toda a sua vida política. Trata-se de uma Ação Popular ajuizada pelo cidadão Ângelo Gamez Nunes (processo nº 053.89.707367-9 / Controle 159/89 – 1ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo) quando Luíza era Prefeita de São Paulo, e visava obter a reposição aos cofres públicos de dinheiro utilizado pela Prefeitura com publicações jornalísticas nas quais a então Prefeita manifestou apoio à greve geral de 1989. A sentença entendeu que a matéria publicada não atendia ao interesse público e condenou pessoalmente Luiza Erundina a pagar o elevado valor de R$ 350 MIL REAIS. Trata-se de decisão definitiva em razão da qual já foram penhorados o apartamento onde mora (seu único imóvel), seu carro e ainda 10% da remuneração mensal como Deputada. Mesmo assim, seu patrimônio é inferior ao total da dívida. Como a ex-Prefeita Luiza Erundina foi alvo de enorme injustiça, com decisões que tangenciam o preconceito social, ideológico e político, é hora de nos unirmos para demonstrar nossa solidariedade".
Postar um comentário