Bate-papo no PAF I da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF I da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

24 de set de 2013

Programação da FCP destaca a importância das religiões de matrizes africanas em São Paulo


segunda-feira by Ascom
Série de debates “Olhares de dentro” busca dar voz aos detentores dos saberes tradicionais que preservam as manifestações religiosas do estado
A Fundação Cultural Palmares – MinC (FCP), por meio de Representação Regional em São Paulo, convida os moradores das cidades de São Paulo e Tietê a conhecerem as religiões de matriz africana através de um novo olhar. O olhar de quem respira, vive, participa e contribui diariamente para que essas manifestações sejam preservadas.
Trata-se da série “Olhares de dentro”, que promoverá os encontros “Presença das matrizes africanas na cidade de São Paulo” e “Salvaguarda das celebrações de matrizes africanas em Tietê / a Festa de São Benedito”, realizados nos dias 25 e 27 de setembro, respectivamente. A representante da FCP em São Paulo, Cidinha da Silva, explica o nome da série: “Olhares de dentro remete à emissão de voz dos detentores de bens culturais por seus próprios mundos de vista, ou seja, a partir de seus  valores, matrizes e lócus de referência”, afirma.
Ainda de acordo com Cidinha, o objetivo das conversas é amarrar pontas e entrelaçar ideias de forma a dar consequência a cada uma das frentes já abertas pela Representação. “Pretendemos também recolher subsídios para publicações futuras em formato de cadernos ou textos em PDF para o acervo digital da FCP, a serem distribuídos amplamente para o público interessado em diálogo com a aplicação da Lei 10.639”, pontuou.
A cantora e deputada estadual Leci Brandão (PC do B-SP) confirmou sua participação no encontro e abordará a visibilidade das religiões de matriz africana na cidade de São Paulo em sua dimensão política.
Visibilidade – O encontro “Olhares de Dentro: Presença das matrizes africanas na cidade de São Paulo” será realizado no dia 25/09 em parceria com o Movimento Águas de São Paulo, que luta pelos direitos humanos e de cidadania das Casas de Asé e contra a intolerância religiosa. De acordo com Felipe Brito, um dos articuladores, a intenção é fazer um debate que coloque as religiões de matriz africana em questão com os eixos cultural, político e de comunicação da cidade de São Paulo.
“A ideia é que cada debatedor consiga demonstrar se as religiões de matriz africana tem ou não visibilidade nos seus eixos de atuação. Apesar de, para nós, ser notável a invisibilidade, é muito bom trazer a tona a discussão para que todos sejam ouvidos”, afirma Felipe.
Felipe destaca também que o importante é combater a invisibilidade apresentando o dia a dia dos terreiros. “Nós não precisamos nos ater a questões muito formais e tradicionais, mas podemos falar do simples, do que é mais compreensível”, aponta.
Patrimônio Cultural – Já no dia 27/09, o debate será pelo reconhecimento da Festa de São Benedito, realizada em Tietê/SP como patrimônio cultural imaterial dos negros da região, de São Paulo e do Brasil. Alessandra Gama, articuladora do Ponto de Memória e Cultura IBAÔ e uma das debatedoras do encontro, conta que o evento pretende contribuir com a iniciativa dos festeiros da cidade em pleitear o tombamento.
“Nós vamos discutir o que significa ser reconhecido como patrimônio cultural imaterial, quais são os requisitos, as políticas que podem assegurar o reconhecimento, o que pode trazer de benefício para a festa e muitos outros aspectos”, conta.
Alessandra destaca ainda que o tombamento é muito importante porque assim o Estado também passa a ter responsabilidades sobre a preservação das manifestações culturais. “Além, é claro, de promover a autoestima, reconhecer junto à população a importância que ela tem como contribuição para a cultura, e assegurar direitos culturais e cidadania”, cita.
Confira abaixo a programação dos dois eventos:
25/09 (quarta-feira)
“Olhares de dentro: presença das matrizes africanas na cidade de São Paulo”
Articulação e Coordenação: Movimento Águas de São Paulo em luta pelos direitos humanos e de cidadania das Casas de Asé e contra a intolerância religiosa
Hora: 19h
Local: Auditório do Ministério da Cultura, Alameda Nothmann, 1058, Campos Elísios.
Informações: (11) 2766-4300
27/09 (sexta-feira)
“Olhares de dentro: salvaguarda das celebrações de matrizes africanas em Tietê / a Festa de São Benedito”
Alessandra Gama, capoeira e articuladora do Ponto de Memória e Cultura IBAÔ
Sônia Florêncio – Coordenadora de Educação Patrimonial DAF / IPHAN – Brasília
Marcela Bonatti – Coordenação Setorial de Patrimônio Cultural / Secretaria de Cultura de Campinas
Facilitador: Wellington Alves – Articulador da Festa de São Benedito em Tietê
Hora: 14h
Local: Prefeitura Municipal de Tietê, J. A. Corrêa, 01, Tietê, SP. Telefone para informações: 15 – 32858755
Postar um comentário