Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

3 de out de 2016

Eu sou vereadora porque nós somos luta



Por Marielle Franco

Há 10 anos, 2 de outubro de 2006, fazíamos na Maré a campanha de um professor de história e defensor dos direitos humanos. Naquele domingo de ruas cheias para a votação, o filho da Beta, Renan da Costa, de 3 anos, foi atingido por um tiro de fuzil e não resistiu. Os moradores foram protestar em frente ao 22º Batalhão da Maré, porque, como se pode imaginar, os policiais entraram atirando e todos viram. E nós, da campanha do Freixo, fizemos uma barreira com nossos corpos e de mãos dadas entre os policiais de fuzis e os moradores com paus e pedras nas mãos. Dentro do Batalhão, Marcelo Freixo negociava junto com outros moradores uma saída para aquela situação.
Toda essa memória foi revivida neste domingo de 2016, há exatos 10 anos dessa tragédia. Ao caminhar pelas ruas da Nova Holanda, repensei em como a nossa luta em favor da vida é dolorida e guarda marcas profundas, por vezes incuráveis. Ao mesmo tempo em que percebo o quanto ela é necessária na cidade. Neste domingo encontrei a Beta na rua do Batalhão, ela, assim como eu, mulher negra favelada, estava indo votar na escola Hélio Smith, e fez questão de declarar o seu voto em nossa chapa.
O voto não trará o Renan de volta, mas poderá impedir que outros Renans sejam assassinados. É em favor de mulheres como a Beta e meninos como Renan que credito os 46.052 votos que obtive nesta eleição. Fui a 5ª mais votada no município do Rio de Janeiro e a 2ª do PSOL. Um resultado que comprova a leitura política de que o debate sobre a representação de mulheres com pautas feministas, raciais e sociais é urgente. São as mulheres, as negras e negros, as faveladas e favelados que estão sub-representadas/os nos espaços de decisão política.
O nosso futuro mandato, construído de maneira coletiva como foi em nossa campanha eleitoral, trará a defesa dos direitos humanos, em especial, os direitos das mulheres, negras e negros, as faveladas e favelados como pautas essenciais e prioritárias.
Agradeço a cada pessoa que acreditou em nossa candidatura, a ponto de apresentar para outras as nossas propostas políticas. Gratidão especial à minha família linda e à equipe que esteve por trás disso tudo, que não dormiu nesses últimos 45 dias, que se doou 24 horas para que esse projeto político coletivo ganhe concretitude no Rio de Janeiro. Um muito obrigada do tamanho da nossa emoção e responsabilidade para cada um e cada uma das 46.052 pessoas por trás dessa votação histórica. Beijo enorme no coração de vocês.
P.S: O desafio agora, enquanto não tomamos posse, é eleger Marcelo Freixo prefeito do Rio de Janeiro.
Eu Sou Vereadora Porque Nós Somos Luta!
Postar um comentário