Bate-papo no PAF I da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF I da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

9 de jan de 2009

Retrospectiva 2008

O campo literário foi um dos meus vales férteis em 2008. Tanta coisa boa frutificou, é certo que ao narrar, pularei algumas, e outras tantas, mais pessoais, guardo comigo. Começo agradecendo aos blogues e sítios que anexaram este blogue, pois isto potencializa a expansão do público leitor. Agradeço também às pessoas que me entrevistaram e possibilitaram o amadurecimento de algumas idéias. O Ronald Augusto, de Porto Alegre – RS, a Zélia Maria Vaz, a Vera Ferreira e o Rogério Coelho, todos de Belo Horizonte – MG, a Ana Cléa Campos, de Alagoinhas – BA, a Tânia Macedo, de São Paulo e a Glória Azevedo de Porto Novo – TO, escreveram sobre meu trabalho e contribuíram para divulga-lo. Gracias. Parcerias no cinema, noutras cenas audiovisuais e no teatro foram enunciadas ou chegaram a acontecer: com a Viviane Ferreira – SP, a Vera Lopes e o Jessé Oliveira – RS, a Companhia dos Comuns – RJ, o Rique Aleixo – MG, a Lea Garcia e a Iléa Ferraz, ambas do Rio de Janeiro. O Tridente e o Tambor me levaram a conhecer e/ou freqüentar espaços memoráveis como os bares do Cláudio Santista, em Pirituba – São Paulo e do Zé Herculano, no Independência - Belo Horizonte, palco dos saraus do Elo da Corrente e da ColetiVoz, respectivamente; a Casa das Rosas, em Sampa, onde eu só havia ido para prestigiar amigos e lançamentos; a Fundação Pedro Calmon e sua majestosa sala de espelhos, em Salvador; o Centro Afro-carioca de Cinema e o lendário cinema Odeon, no Rio de Janeiro, e também a biblioteca da COPAMARE – Cooperativa dos Catadores Autônomos de Papel e Aparas de Material Reaproveitável, em São Paulo. Meus livros me levaram também a participar de vários eventos importantes, dentre os quais destaco: a FLAP (Zona Franca – Viva La Conexión!) e o IV Congresso da ABEH – Associação Brasileira de Estudos Homoeróticos, em São Paulo e, por fim, o V COPENE – Congresso de Pesquisadores(as) Negros(as) em Goiânia. Dizer que tudo isso foi bom, é pouco, foi ótimo. Ashé! (Imagem: Iléa Ferraz).
Postar um comentário