Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

8 de mar de 2014

Às leitoras e leitores: aviso de migração de suporte de publicação na Web

Por Cidinha da Silva

 O tempo espremido, a ressaca do delicioso carnaval em Recife e a preguiça das datas comemorativas (querem despotencializar o 08 de março e transformá-lo em mais um marco de vendas dirigidas ao consumo feminino) me fizeram pensar bastante sobre o que publicar na estréia dos meus textos autorais na Página que criei recentemente.  https://www.facebook.com/cidinhadasilvaescritora

Decidi por algo escrito previamente sobre um tema relacionado ao 08 de março, aquele clássico, pelo qual tantas mulheres lutaram e lutam, a aprovação da PEC das Domésticas e seus  vínculos com a etapa final de implementação da Lei Áurea.

A partir de hoje, 08 de março de 2014, deixo de publicar crônicas regulares no perfil do Facebook e passo a fazê-lo na página https://www.facebook.com/cidinhadasilvaescritora, portanto, caso queira continuar acompanhando minha produção como cronista, vá até lá.

Em princípio será um espaço diário exclusivamente dedicado à produção autoral, crônicas, ensaios, textos opinativos, quem sabe alguns poemas, provavelmente entrevistas.  

Espero por vocês, diariamente, descontados os dias de chuvas e trovoadas freqüentes no cotidiano de quem se dedica à literatura nas franjas da venda da força de trabalho a um empregador. Mas tenho certeza de que vocês terão paciência, afinal, eu mesma tenho.

Manterei a postura de apenas oferecer os textos à leitura e ao debate, sem participar dele diretamente, restringindo-me a colhee elementos para novos escritos. A razão é simples, embora tenha dois vetores. O primeiro é temporal, meu tempo é exíguo e se for empregá-lo em debates, às vezes, inócuos, é provável que eu tenha um burnout e desista de atuar nas redes sociais, como vários amigos e amigas já desistiram.

O segundo vetor é a compreensão de que, caso empregasse meu parco tempo na participação no debate gerado por meus escritos na WEB, eu abriria mão da condição de escritora e voltaria ao lugar da formação política, coisa que só me interessa fazer hoje, em oficinas remuneradas que partam do meu trabalho literário.

Graciosamente, ofereço minha produção como cronista, divulgada na Web. Penso que é algo significativo o bastante.

No Face continuarei postando e replicando informações atinentes a temas de direitos humanos, arte e especialmente literatura, como de hábito.  

Sejam bem-vindas! Sejam bem-vindos! Sintam-se em casa.

 


A PEC das Domésticas, os grilhões e as madames

Por Cidinha da Silva
As madames estão indômitas. Como diz o povo da minha terra em causas perdidas, seguidas de autoflagelo dos protagonistas, estão rasgando o cu com a unha.

Continue e a leitura na página https://www.facebook.com/cidinhadasilvaescritora
Postar um comentário