Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

5 de out de 2007

Em Goiânia, dia 10/10/07, "Cuidando da cabeça: ori-entações de mulheres negras"

Dia 10/10/07, Dia Mundial da Saúde Mental, tem mais uma edição do "Café com Idéias", no Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro, em Goiânia. Estarei por lá, ao lado dos amigos Alex Ratts e Rosane Borges, sob a proteção da figura ancestral-iluminada de Beatriz Nascimento. Lançaremos o Tridente 2 e o livro "Eu sou Atlântica: sobre a trajetória de vida de Beatriz Nascimento", de autoria do antropólogo e ativista Alex Ratts, publicação da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo e do Instituto Kuanza. A biografia de Beatriz, prefaciada por Sueli Carneiro, se divide em duas partes. Na primeira – "Quantos caminhos percorro" – o autor dialoga com a obra publicizada e inédita de Beatriz Nascimento, por meio das temáticas e categorias da historiadora/poeta/ativista e a partir de pesquisa em acervos públicos e particulares no Rio de Janeiro, em São Paulo e Brasília. A segunda – "É tempo de falarmos de nós mesmos" – traz oito artigos escritos por ela entre 1974 e 1990, publicados em periódicos como Revista Cultura Vozes, Estudos Afro-Asiáticos, Afrodiáspora, Maioria Falante e Última Hora. "A saúde mental da população negra tem sido colocada em pauta na agenda pública por pesquisadores/as e ativistas desse campo conquanto o racismo, combinado com outros problemas sociais, contribui para o estresse e outros transtornos psíquicos. Neste evento trataremos da voz e da escrita de mulheres negras que se dedicaram ao bem estar geral, físico, mental e psicossocial. Esta edição do Café com Idéias visa favorecer a implementação de políticas públicas para a promoção da equidade de gênero e racial". Ori: termo na língua iorubá que designa a “cabeça física do ser humano e o processo de fazer a cabeça, mas também, e talvez principalmente, uma espécie de ‘inner-head’ (cabeça interior)” – Antônio Risério – Oriki, Orixá. Programação:18:30 – Mesa de abertura; 19:00 – Poemas de Beatriz Nascimento + canções interpretadas por Janaína Soldera e Clécia Sant’Ana - atrizes. A seguir, Roda de conversa com Cidinha da Silva, Rosane Borges – Instituto Kuanza – SP e Alex Ratts – NEAAD/UFG. 21:00 - café e lançamento dos livros. Realização: Café com Idéias; Fórum Goiano de Saúde Mental; ANEPS – Associação Nacional de Educação Popular; CANBENAS – Coletivo de Estudantes Negros/as Beatriz Nascimento; NEAAD – Núcleo de Estudos Africanos e Afro-Descendentes da Universidade Federal de Goiás.
Postar um comentário