Das coisas trazidas pela primavera: cinco poeminhas

(Poeminha 1). Se passar um ônibus vermelho/ Ela me ama, quer apostar?/ Ah... assim não tem graça/ Vermelha é a cor dessa frota/ Sem graça é você/ Não tem poesia nem para colorir um sonho (Poeminha 2). Namoro as cartas/ Enquanto não posso namorar contigo/ Escrevo-as com esmero/ Reescrevo, corrijo/ Trato de me aviar/ Às prestações
2 comentários

Postagens mais visitadas