Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

10 de set de 2008

Ressonâncias de uma resenha

Transcrevo abaixo os comentários enviados por leitores(as) sobre a resenha que fiz do "Encontros na travessia"...,livro da Fátima Oliveira, publicado também no sítio literário Lima Coelho. Fiquei bastante contente e agradeço a generosidade das mensagens. Precisamos divulgar nossas produções, se não o fizermos, ninguém o fará por nós. Cidinha, que fôlego! Comentário Enviado Por: Jorge Em: 08/9/2008. Escrevi no Blog da Cidinha: Cidinha querida, gracias! Quanto a: "Sou obrigada a dizer que duvido do cumprimento da promessa feita na dedicatória, embora promessa seja dívida. A obra é dedicada ao neto e à neta da autora que reclamam do tempo excessivo despendido pela avó no computador. Ela os tranqüiliza e assegura que não a disputarão mais com a máquina, ou, 'com nenhum livro', pois sente que 'Reencontros na travessia: a tradição das carpideiras' é o livro que sonhou escrever. Diz ela: 'É meu legado de fragmentos da memória cultural da gente simples e do cantar dos grilos do sertão que eu desejo que um dia vocês aprendam a amar.' Não sei não." (...) Cidinha, a Brígida é uma personagem linda e corajosa demais para uma pobre mortal, como eu, se aventurar pelo que ela carrega no peito e na mente. Porém eu a conheço muito. Ela foi inspirada numa mulher que conheci, cuja história de amor é a mesmíssima. O povo do sertão convivia bem com ela e sua amada. Jamais vi qualquer pessoa pedir explicações. Era natural aquelas duas mulheres vivendo juntas e criando a filharada de ambas. É que as mulheres que conheci possuíam uma renca de filhos. Acho que cinco de uma e quatro da outra.7/9/08 20:07 Comentário Enviado Por: Fátima Oliveira Em: 08/9/2008. Imagine se não vou querer ler este livro. Cidinha, que resenha maravilhosa!Comentário Enviado Por: Rogéria Bezerra Em: 08/9/2008. Cara Cidinha, a tua resenha só engradece o livro de Fátima Oliveira. Livro bom, já aprendi a duras penas', é aquele que, por um outro motivo, leitores se sentem tentados a desejar que não acabe, ou querem dar mais presença ou fôlego a algum dos personagens. O seu caso com a Brígida . Estou ansioso para ler o livro.Comentário Enviado Por: Fabrício Moraes Em: 08/9/2008. Estamos em outro plano literário! Inauguramos outro tempo na escrita que compromete em dizer com arte a experiência do nosso povo! Bela resenha! Realmente, quem lê o livro fica contente em poder compartilhar de toda essa humanidade das carpideiras. O projeto civilizatório hegemônico insiste no engessamentos do afeto, do desejo e das crenças, mas a humanidade é complexa e resiste em todos os tempos! As carpideiras são expressões dessa resistência. Rezam com muita fé uma “incelência” que as Igrejas da matriz judaico-cristã continuam tendo dificuldade em compreender, pois o que prendem no seu sentido é mesmo essa força avassaladora de uma humanidade plural. Adorei ler a sua resenha, porque amei ler o livro de Fátima Oliveira e escrever o prefácio! Parabéns, Cidinha! Comentário Enviado Por: Erisvaldo Pereira dos Santos Em: 07/9/2008. Já estou com o meu exemplar nas mãos. Estou lendo aos poucos e um dia comentarei a "jóia" com bastante vagar. A resenha de Cidinha está perfeita. Desde já concordei com uma afirmação: Fátima não vai cumprir a promessa de parar. Vai ficar devendo mais esta aos netos. Muito bem, Cidinha. Perfeito o teu texto-resenha.Comentário Enviado Por: Leila Jalul Em: 07/9/2008. Parabéns Cidinha. Achei uma resenha emocionante. Comentário Enviado Por: Maria do Rosário Almeida Em: 07/9/2008. Excelente resenha. Comentário Enviado Por: Patrícia Barbosa Em: 07/9/2008. Sensacional! Comentário Enviado Por: Marta Ferraz Em: 07/9/2008. Cidinha, que resenhista maravilhosa é você! Comentário Enviado Por: Joelma Cabral Em: 07/9/2008. Cidinha, a tarefa pode ter sido complexa, mas você estourou a boca do balão, minha querida. Parabéns.Comentário Enviado Por: Charles Lamounier Em: 07/9/2008. Graaande Cidinha! Comentário Enviado Por: Beth Lobo Em: 07/9/2008. Que lindeza de resenha. Comentário Enviado Por: Helenice Freitas Em: 07/9/2008. Puzt, que resenha Cidinha. Eu juro que vou ler este livro. Comentário Enviado Por: Lúcia Viana Em: 07/9/2008. Cidinha, a autora do livro, Fátima Oliveira é arretadíssima, mas a resenhista não fica atrás. Como gostei! Comentário Enviado Por: Brenda Lucchesi Em: 07/9/2008. A resenha de Cidinha da Silva sobre o livro de Fátima Oliveira é simplesmente genial. Ela não esgota o assunto mas incentiva a busca pelo livro. Dá vontade de ler o trem chamado “Reencontros na Travessia: a tradição das carpideiras” depressinha, antes que esgote. Comentário Enviado Por: Eurico de Andrade Em: 06/9/2008.
Postar um comentário