Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

18 de dez de 2010

À flor da pele, um espetáculo de Ismael Ivo, em Salvador

O Balé Teatro Castro Alves (BTCA) encerra no domingo, 19 de dezembro, o Panorama BTCA 2010, uma retrospectiva das montagens realizadas neste ano pela companhia. Esta última performance do ano integrará o projeto Domingo no TCA, que desde 2007 apresenta grandes espetáculos ao preço popular de R$ 1,00 (inteira), vendidos no mesmo dia, a partir das 9 horas, com acesso imediato do público. O BTCA apresentará a coreografia À Flor da Pele, criação de Ismael Ivo, um dos mais renomados profissionais da dança em todo o mundo. O espetáculo terá início às 11 horas e contará com a participação especial da Orquestra 2 de Julho, integrante do Neojibá, executando a trilha sonora, formada por obras do compositor austríaco Gustav Mahler. Também no domingo, haverá o lançamento do Catálogo BTCA 30 Anos, publicação comemorativa às três décadas de existência da companhia, que serão completados em 2011. O catálogo será disponibilizado para instituições ligadas à cultura, principalmente das áreas de dança e artes cênicas. As entidades interessadas devem enviar um e-mail para btca@tca.ba.gov.br. Os representantes de instituições que estiverem presente à apresentação do BTCA no domingo poderão fazer a solicitação no local, preenchendo uma ficha de cadastro. O Panorama BTCA 2010 teve início nos dias 4 e 5 de dezembro, com a montagem 1POR1PRAUM, criada pelo diretor artístico da companhia, Jorge Vermelho, sob supervisão da coreógrafa Renata Melo. Já no dia 16, foi apresentada a coreografia A Quem Possa Interessar, criada por Henrique Rodovalho. HISTÓRIA Produzido pela Secretaria de Cultura do Estado, Fundação Cultural, Teatro Castro Alves e BTCA, o Catálogo BTCA 30 anos reúne textos e imagens que resgatam a história da companhia baiana, criada em 1º de abril de 1981, como a quinta companhia oficial de dança do país e a primeira do Norte/Nordeste. Personalidades ligadas à dança, como Lia Robatto, Lia Rodrigues e Ana Teixeira, contribuem com depoimentos para o Catálogo, que destaca, ainda, os últimos quatro anos, quando a companhia deixou de ser apenas um grupo de dança, para se tornar um grande centro de criação, com os bailarinos atuando também como criadores, colaborando com as montagens do balé com as suas experiências individuais. Tal processo visou não somente ao fortalecimento do BTCA, como também valorizar o caráter já identificado ao longo do tempo, com exemplos dados por bailarinos que deixaram a companhia e passaram a desenvolver projetos próprios e relevantes na área da dança, como a bailarina e coreógrafa Cristina Castro, que criou em 1998 a Cia Vila Dança, e Eliana Pedroso, bailarina e produtora, que criou e dirigiu o Ateliê de Coreógrafos Brasileiros. À FLOR DA PELE Uma coreografia de Ismael Ivo, um dos mais renomados profissionais da dança em todo o mundo, sob direção artística de Jorge Vermelho, a montagem estreou no final de outubro na Sala Principal, durante o Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia (Fiac). As apresentações contaram com a Orquestra 2 de Julho, integrante do Neojibá, responsável pela execução da trilha sonora composta por obras de Gustav Mahler. O espetáculo À Flor da Pele tem como proposta utilizar o corpo como um passaporte e como um documento do tempo atual, identificador de momentos importantes de mudanças. Qual o fato ou situação na vida de cada um, onde você se depara num beco sem saída? Qual o evento mais marcante onde a vida de cada um dá uma guinada? Para o bem ou mal, somos forçados a rever coisas, mudar, transformar, fazer metamorfoses. O que faz você ser o que você é está escrito no seu corpo. Um corpo que em face de reconhecer sua existência e condição mortal usa a arte da dança para deixar uma mensagem e dança uma batalha para deixar marcas profundas.
Postar um comentário