Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

3 de dez de 2010

Pentes e Tridente na gráfica

A editora me informa que estão na gráfica a 3a edição do Tridente (mil exemplares) e a primeira reimpressão do Pentes (4.000 exemplares), destinada a atender à compra institucional realizada pela PBH - Prefeitura de Belo Horizonte, para a mochila do estudante 2011. Estou contente, muito contente. A literatura tem me dado mais e me levado mais longe (num ritmo veloz) do que imaginei no melhor dos meus sonhos. É prosseguir assim e vencer os novos desafios - parece chavão, mas não encontro outro jeito de falar sobre o que se avizinha. De resto, finalizo um conto infantil encomendado por editora e retomo o trabalho com o pequeno livro de crônicas para a Literatura Marginal, editora do amigo Ferréz. Como últimos compromissos de trabalho literário deste 2010, passo três dias em Porto Alegre no V Encontro de Arte de Matriz Africana, promovido pelo grupo de teatro Caixa Preta, com curadoria do amigo Jessé Oliveira. Na oportunidade será lançada uma revista, na qual contribuí com artigo sobre meu processo de criação. Encerro o ano em São Paulo com quatro compromissos: dia 11/12 vou bater um papo sobre "narrativas estéticas produzidas nos bailes blacks, as tendências visualizantes dos discursos na atualidade e as ciências humanas e da imagem como conhecimentos estruturantes da percepção visual, social e cultural bem como do espaço urbano". Ufa! Complexo, como disse à Lúcia Helena, organizadora do " B(l)ack is Beautiful ou Sou fei@ mas to ma Moda? - O olhar, uns flashes, o som," patrocinado pela Rede Naional de Artes Visuais Funarte 7ª Edição. Dia 12/12 sigo para Perus, onde debato minha obra, com ênfase no Pentes, com os amigos e amigos dos amigos do Quilombaque (por favor, qualquer semelhança com a facção é apenas coincidência; nesse campo não temos partido). O pessoal do Elo da Corrente e do Poesia na Brasa já confirmou presença, vai ser da hora, como se diz em Sampa. No dia 13/12 sigo para a zona Norte, Cachoeirinha, e converso com um grupo de jovens leitores e leitoras articulado pelas valorosas companheiras da organização Frida Kallo, que otimizaram uma sala do poupa-tempo e a estão transformando em sala de leitura. Sinto-me honrada por ser a primeira autora a passar por lá. Dia 14/12 lanço o Pentes e o Colonos na livraria Suburbano Convicto, do amigo Alessandro Buzo, no Bexiga. E assim fecho este frutífero 2010 com chave de ouro. Um ano de abundância. Ano de Mutalambô. Vejo vocês em um desses eventos.
Postar um comentário