Bate-papo na Biblioteca Alceu Amoroso Lima, dia 14 de maio de 2017

Bate-papo na Biblioteca Alceu Amoroso Lima, dia 14 de maio de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

21 de jan de 2017

I PALAVRA PRETA: MOSTRA NACIONAL DE NEGRAS AUTORAS ACONTECE NESTE FINAL DE SEMANA


CULTURA


Vinte poetisas, artistas visuais e compositoras negras marcam, hoje,  o início de uma mobilização que tem o propósito dar voz e criar uma vitrine para esta produção específica. A 1ª Palavra Preta: Mostra  Nacional de Negras Autoras acontece neste final de semana, das 16h às 22h, na Casa Preta, Rua Areal de Cima, Dois de julho, número 40. O ingresso custa R$ 5.
 “É  um espaço que afronta a negação dos nossos saberes e fazeres, mas é acima de tudo um lugar onde a gente pode, simplesmente, existir”, disse a cantora e compositora soteropolitana Luedji Luna que divide a realização do evento com a poetisa, cantora e compositora brasiliense Tatiana Nascimento.
A maioria das participantes é do Distrito Federal e de estados  como São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e  Minas Gerais. “Durante dois dias [hoje e amanhã],  as apresentações serão intercaladas entre compositoras e poetisas que se apresentam, em qualquer formato, obedecendo o tempo limite de 25 minutos por artista”, explica Tatiana Nascimento.
O embrião do evento que ganhou dimensão nacional teve início, em São Paulo, no ano passado, durante um encontro informal na casa da cantora Luedji Luna e foi pautado pela necessidade de encontrar meios de desenvolver  e promover trabalhos autorais dentro da realidade de ser negra e mulher. “Entre uma canção e outra, a gente discutia sobre as dificuldades e desafios de existir enquanto mulher preta na música, sobretudo, na música autoral”, justifica. A iniciativa tem apoio da Casa Preta e do La Frida- bike café poético que levará sua gastronomia preta ao evento.
Meses depois a conversa foi retomada, já na capital baiana, quando as duas se encontraram e decidiram colocar o projeto em prática unindo a música e a poesia. A programação ainda abrange o a exposição das aquarelas de Annie Gonzaga Lorde. O público também poderá aquirir obras como os livros da escritora Cidinha da Silva,  Cds das cantoras presentes e títulos lançados pela editora artesanal Padê que fomenta a produção de autoras negras.
Veja vídeo sobre o evento produzido por Julia Moraes :
Tocador de vídeo
00:00
00:59

A expectativa das organizadoras é fazer  o projeto percorrer o país e crescer a cada ano em estrutura e quantidade de participantes. “Somos muitas, embora a gente não se conheça, por isso esse espaço é importante, necessário e urgente. A existência de uma mulher preta, cantora, poeta, compositora dá sentido a minha própria existência enquanto mulher preta, cantora, poeta e compositora. Carolina Maria de Jesus, por exemplo, foi uma preta poeta, escritora, compositora e cantora. Eu nunca li a Carolina na escola, nem na universidade, nem nunca escutei suas músicas nas rádios, e assim como ela, quantas outras produziram ou estão produzindo seus trabalhos sem que ninguém ou quase ninguém saiba?”, pondera Luedji.
Serviço
O que: I Mostra Nacional de Negras Autoras
Quando: hoje (21) e amanhã (22), das 16h às 22h
Onde: Casa Preta, Rua Areal de Cima, 2 de julho, número  40
Quanto: R$ 5 e compra na hora
Programação:
HOJE (21/01)
Compositoras: Alexandra Pessoa, Aline Lobo, Aryani Marciano (SP), Tatiana Nascimento (DF), Emillie Lapa e Zinha Franco.
Poetas: Cidinha Da Silva (MG), Maiara Silva, Natalia Soares e Dricca Silva
 AMANHà(22/01)
Compositoras: A Intêra, Jadsa Castro, Luedji Luna, Marília Sodré, Vanessa Melo, Karla da Silva (RJ) e Verona Reis.
Poetas: Livia Natália, Sys Fagundes e Jamile Santana.
Postar um comentário