Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

8 de jul de 2007

Repercussão em Brasília

(Informativo da Seppir - www.planalto.gov.br/seppir/informativos/destaque.htm ) Chegou ao circuito cultural de Brasília com apoio da Seppir, o livro Cada Tridente em seu Lugar (Mazza Edições) com sessão de autógrafos da autora Cidinha da Silva e apresentação das encantadeiras do cerrado Cris Pereira e Luciana de Oliveira na última terça-feira (3). Com ilustração de Lia Maria, a publicação revela em crônicas o universo das religiões de matriz africana, a vida na periferia, as relações interraciais, a singeleza rural e a disseminação das tradições afro-brasileiras. Além das ricas histórias, a obra tem sugestões de atividades em sala de aula, servindo como um instrumento para a lei 10.639/03, que torna obrigatório o ensino da história e cultura africana e afro-brasileira. De acordo com Cidinha da Silva, "a idéia é dialogar com os professores e expandir as fronteiras além do texto, fornecendo elementos da cultura de massa como as histórias em quadrinhos. Nossa proposta é ampliar as possibilidade de trabalho de forma multidisciplinar para que seja útil em sala de aula e em outros ambientes". Já levado aos públicos do Rio de Janeiro e Belo Horizonte, o livro seguirá a rota de São Paulo (11/7) – no Sarau Cooperifa (Cooperativa dos Poetas de Periferia de São Paulo), Teresina (18 e 19/7), São Luís (20/7) e Uberlândia (29/7). Apoiadora do lançamento do livro na capital federal e do debate na Universidade de Brasília "Diálogos: Juventude, homossexualidade e movimento social", a integrante do EnegreSer Lia Maria diz que as discussões sobre juventude e sexualidade ficam restritas à prevenção das DST e aids. "A questão é muito maior. O debate suscita possibilidades de interlocução e estabelecimento de redes", refletiu ao acrescentar o público seleto formado por movimento negro e pela diversidade sexual, professores e estudantes da graduação e pós-graduação. Autora do livro Ações Afirmativas em Educação: Experiências Brasileiras (ed. Selo Negro), em terceira edição, Cidinha da Silva atuou em Geledés – Instituto da Mulher Negra e é fundadora do Instituto Kuanza. Confira o calendário dos lançamentos regionais no blog www.cidinhadasilva.blogspot.com
Postar um comentário