Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Bate-papo no PAF 3 da UFBA (Ondina, Salvador) - 13 de julho de 2017

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

25 de jul de 2007

Uma constelação de diamantes, já com muitos brilhantes literários

(Por: Lima Coelho www.limacoelho.jor.br) É com indisfarçável e incontida alegria que apresentamos o Especial Literário Dia da Especial Mulher Negra no Site Lima Coelho, que demarca duas importantes e buscadas vitórias de nossa presença no ciberespaço: 1. Concretiza um sonho acalentado por nós: apoiar e abrir espaço para a divulgação da literatura produzida por pessoas, particularmente mulheres, dos setores oprimidos da sociedade; e 2. Inaugura uma parceria do Site Lima Coelho com a Casa de Cultura da Mulher Negra para estimular e visibilizar a produção literária de mulheres negras brasileiras, como uma das celebrações do 25 de julho – Dia da Mulher Negra da América Latina e do Caribe. Eu não sabia bem como iniciar a apresentação do que resultou de um sonho, pois como disse Fátima Oliveira, envolvida com a organização do material recebido: “Temos jóias raras no material enviado. O conjunto é uma constelação de diamantes, já com muitos brilhantes...” E diante de uma constelação de diamantes, já com muitos brilhantes literários – a maioria, ou quase todas, estreando na literatura, falha a inspiração, que vem em ondas que batem em minha sensibilidade, habitualmente à flor da pele, com tamanha força, embotando-me de tal modo que não deixam aflorar a totalidade da emoção que é aglutinar tantas mulheres negras amantes da literatura e do “fazer literário”, em tão pouco tempo, pois o convite foi lançado dia 12 de julho, como verão neste “Especial” que consta de: 34 páginas/1.520 linhas, com 36 poesias; e 28 páginas/1.271 linhas, com 9 contos; 4 minicontos; e 5 crônicas. Destaco que são 62 páginas, em espaço simples, com letras “times new roman”, tamanho 12, totalizando um produto de 2.791 linhas Não posso deixar de externar que fui tomado e inundado por uma incomensurável força de vontade, decorrente da energia que flui de duas mulheres que são capazes de mover o mundo para concretizar sonhos: Alzira Rufino e Fátima Oliveira. Envolvi-me “de corpo e alma” com a proposta. Particularmente ganhei forças. Ganhei porque encontrei nas pessoas que visitam o site e escrevem comentários; em Alzira Rufino e Fátima Oliveira; e em todas as mulheres que co-produziram e estrelam o “Especial” a mesma vontade de realizar algo diferente e prazeroso que pudesse contribuir, ainda que mínima e pontualmente, para mudar padrões culturais racistas, também nos meios ditos literários. A produção literária do “Especial” aparece no site por ordem alfabética decrescente dos nomes das autoras. Cada autora inaugura um “post”, em quatro grandes blocos de postagem: Poesias; Minicontos; Crônicas; e Contos. (Ilustração: Iléa Ferraz)
Postar um comentário